NÃO ENCONTROU O LIVRO QUE PROCURA? ENTRE EM CONTATO CONOSCO PELO WHATSAPP
person holding black digital device

Poucas pessoas com diabetes conseguem controlar níveis de glicose no Brasil

Em tese de doutorado realizada junto à Pós-graduação em Enfermagem da Escola de Enfermagem da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o enfermeiro Luís Antônio Batista Tonaco constatou que apenas 35,8% da população brasileira diagnosticada com Diabetes Mellitus consegue normalizar seus níveis de glicose. Além disso, o estudo apontou que a prevalência da doença no país é de 8,6%, sendo que 68,2% tinham conhecimento do diagnóstico da doença e 92,2% realizavam tratamento medicamentoso.

O objetivo da tese foi estimar as prevalências de conhecimento do diagnóstico, tratamento e controle de Diabetes Mellitus na população brasileira. Trata-se de um estudo epidemiológico populacional com delineamento transversal realizado em uma amostra de brasileiros com 18 anos ou mais, que participaram da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013 a 2015.

Segundo Luís, as mais altas prevalências de Diabetes Mellitus foram estimadas em participantes acima de 50 anos, que se declararam da raça/cor indígena, de baixa escolaridade e residentes no Centro-Oeste brasileiro. “Nesse grupo também há altas prevalências de tabagismo, excesso de peso e obesidade, baixo consumo de frutas e hortaliças e alto consumo de bebidas adoçadas”, explica.

Continue lendo...

Imagem em destaque: Pexels

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *